Cachorrinho fiel não deixa o seu melhor amigo com autismo sozinho, nem no hospital

Para James Isaac, um menino com autismo de 9 anos de idade, o mundo pode ser um lugar confuso e assustador. James é autista, não consegue falar e fica desconfortável ao ser tocado.
Mas felizmente, James tem o seu amigo Mahe do seu lado, o cão dedicado que nunca o deixa sozinho.

Recentemente, o menino que vive na Nova Zelândia foi fazer uma ressonância magnética. Antes de tudo o objetivo é que os médicos possam compreender melhor as suas crises. Certamente seu cachooro Mahe foi autorizado a ir com ele, deitando-se ao lado de James na cama de hospital.

O Procedimento

Mesmo com James sob o efeito de anestesia, Mahe permaneceu junto do menino dedicado a mantê-lo seguro, aninhando-se junto dele.

“Ele estava apenas a olhar para o James e parecia realmente preocupado”, disse a mãe de James, Michelle Isaac, ao portal Mais que Autismo.

Mesmo tendo sido preciosa a ajuda de Mahe no hospital ao manter-se fielmente ao lado de James, Michelle diz que o melhor amigo do seu filho tem sido muito importante. Principalmente nos passeios de rotina de ambos desde que entrou na família há dois anos e meio atrás.

Além de impedir que James vagueie sozinho ou que fique em perigo, o cão treinado pela”Assistance Dogs New Zealand Trust” mantém-no calmo sempre que este está em público. Isto é Locais onde se costumava sentir ansioso e com medo.

Existe uma espécie de magia que acontece entre uma criança com autismo e os cães, eles têm uma aptidão fantástica para acalmar as crianças.

“As crianças conseguem manter contacto visual com o cão, mesmo que não o façam com os seus próprios pais e irmãos.”

Mais uma maravilhosa e fantástica história que nos provam que os animais e as crianças são o melhor que existe no mundo!

Autismo Não Tem Cara!

Veja mais no nosso canal do YouTube!

Comentários

Sem Comentários para "Cachorrinho fiel não deixa o seu melhor amigo com autismo sozinho, nem no hospital"

    Participe!!