Uma mãe e uma criança que não dormem – não tem qualidade de vida!

Dormir é vital! Dormir bem é sinônimo de aumento na qualidade de vida da mãe e da criança!

Desde que meu filho mais novo nasceu, eu não consegui dormir uma noite inteira, uma única vez! Mentira, as vezes em que consegui dormir bem, com umas 6 horas de sono seguidas foram nas datas em que eu estava viajando, longe dele.

No começo eu pensava que era porque ele era bebê. E bebês não dormem tão bem, né? Depois ele começou a acordar umas 7 a 10 vezes durante a madrugada. E foi neste momento que a vida da nossa família meio que entrou em colapso. Se a criança não dorme, a mãe também não. O pai também não. Os irmãos também não. Todo mundo tem o sono interrompido por conta do choro da criança que pede ajuda.

E você até aguenta ficar uma semana assim. Mas quando isso se prolonga por meses, é uma situação desesperadora.

Você procura ajuda. Vai em pediatra. Vai na igreja. Faz de um tudo para que as coisas melhores.

sono autismo

Aqui descobrimos que ele tinha apneia do sono por conta da adenoide. Retira a adenoide. Não acorda mais 10 vezes. Agora é umas 3 vezes. Ufa, já é uma baita de uma mudança na vida de todo mundo.

Passamos um ano tentando fazer com que ele não acordasse essas três vezes. Mas depois de um ano, ele volta a acordar umas sete vezes. Desespero já toma conta de mim novamente. Vou correndo para a pediatra otorrino e agora eram as amígdalas.  Nova cirurgia. Volta a acordar 2 ou três vezes.

Nisso já tinha 3 anos de idade. Eu já começava a me acostumar com a frase que dizem por ai que “mães não dormem nunca mais”. Fui me acostumando a dormir mal.

Estava tão cansada que optei em diminuir minha carga horária de trabalho, tirei as crianças do período integral e mudanças significativas aconteceram.  Meu filho começou a acordar apenas uma vez durante a noite.

Foi uma mudança na nossa qualidade de vida. Ele começou a se sentir mais disposto. Não teve mais problemas respiratórios. Parou de usar as bombinhas. Realmente uma revolução.

E não consegui identificar o que aconteceu, que ele que dormia de boa sozinho, começou a acordar de madrugada e pedir para que eu fique com ele. Eu fico e ele dorme. Saio para a minha cama e pouco tempo depois ele acorda novamente chorando.

bebês

Há pouco mais de um ano descobrimos que ele possui autismo leve. E estudando sobre o assunto vi que 85% das crianças com autismo possuem dificuldade para dormir. Acabei colocando um colchão embaixo da cama dele, e quando ele me chama de madrugada, acabo puxando o colchão e dormindo no chão do quarto dele.

Preciso dormir. Ele precisa ter uma boa noite de sono.

Então, na nossa trajetória de 6 anos, vamos nos adaptando e buscando maneiras de manter a nossa sanidade. Dormir é vital. Interfere na saúde, no raciocínio, no desempenho escolar e laboral, nas relações. Interfere no nosso humor e na nossa disposição para fazer as coisas.

Se o seu filho tem problemas para dormir, não encare isso como normal. Busque alternativas. Aqui, vamos começar novas alternativas, que conto daqui um mês para vocês.

Dormir é qualidade de vida!

Comentários

Sem Comentários para "Uma mãe e uma criança que não dormem - não tem qualidade de vida!"

    Participe!!