Os Gritos de Uma Mãe Podem Indicar Que Ela está Sobrecarregada

É bem comum eu receber muitos depoimentos e comentários de mães que sentem culpa por terem dado um grito com os filhos.

Sim, mães gritam!

A gente não deveria perder o controle e gritar com aqueles que a gente mais ama no mundo, nossos filhos… Mas por vezes elevamos nossa voz e num rompante a gente fala mais alto do que deveria falar.

E quando pergunto para as mulheres sobre os motivos que as levaram a se alterar com seus filhos elas geralmente respondem: “eu estava me sentindo exausta e quando vi gritei!” ou “Eles me tiraram do sério que quando percebi gritei CHEGA”! ou “Eu estava em uma situação tão estressante que gritei”.

A verdade é que grande parte das mulheres assume uma fatia maior do bolo na criação e educação dos filhos. São as mães que se responsabilizam por grande parte da rotina dos filhos. Mães pensam desde a alimentação dos filhos até no sabonete que precisam comprar para o banho dos filhos. Não estou dizendo que não existam homens que assumam integralmente a paternidade e dividam igualmente as tarefas da casa e da educação dos filhos. Mas a  realidade de grande parte das mulheres mães ainda é a de que acaba assumindo mais tarefas do que deveria.

E quanto mais atividades e responsabilidades que recaem sobre os ombros da figura da mãe, mais essa acaba se sentindo cansada e por vezes esgotada. E não é apenas o corpo que cansa. É a mente. Como se por vezes a sanidade fugisse da vida das mães.

E quem convive mais com os filhos, acaba sendo também quem mais perde a paciência com eles. E quando vê, a mãe que ia apenas chamar a atenção dos filhos acabou soltando um grito.

E como mudar a situação?

Gritar não é o caminho! Nenhum de nós gosta quando alguém grita com a gente. Então, quando nós, que somos o maior exemplo para nossos filhos grita, isso gera muitos problemas para eles. As crianças tendem a achar que em situações de estresse ou caos o ideal é gritar. Tendem a reproduzir esse comportamento com a gente e com o mundo.

As coisas não melhoram e nós vamos nos sentindo cada vez mais cansadas e por vezes culpadas.

Por isso o caminho é que as mulheres entendam que é fundamental aprender a dizer não para a sobrecarga. Que é fundamental dividir tarefas. Pedir ajuda é importante para que a parte chata da educação dos filhos não sobre só para a mãe.

Claro que muitas não tem a quem recorrer. Mas é preciso olhar para si mesma e criar uma forma de conseguir ter uma válvula de escape. Descansar vai ajudar muito no processo de autocontrole. Quando a gente está bem consegue resolver as questões com calma e discernimento.

Descansar vai evitar gritos e gerar mais momentos felizes entre mães e filhos.

Comentários

1 Comentário para "Os Gritos de Uma Mãe Podem Indicar Que Ela está Sobrecarregada"

  • comment-avatar
    Satiko caneda 16/01/2020 (23:34)

    Eu tbm me sinto mais que sobrecarregada, tenho um bebê de 2 meses e um filho de 2 Anos, minha mãe mora comigo mas não me ajuda, eu lavo, faço comida, cuido dos dois, e ainda tenho que ser esposa tbm e trabalhar! E muito cansativo! Não sei o que é descanso!! E ainda moramos num país que não tem assistência nenhuma para estrangeiros!!!

Participe!!