Como proteger as crianças de lares e pessoas abusivas?

Crianças precisam estar seguras em suas casas. Crianças não podem estar sujeitas a agressões e abusos dentro de suas próprias casas.

Como podemos proteger nossas crianças de abusos cometidos dentro da própria casa em que elas vivem? Como evitar que elas sofram abusos físicos, psicológicos ou sexual por parte das pessoas que nós adultos acabamos colocando na vida de nossos filhos?

Quando o abusador são os próprios pais

Quando falamos de abuso, estamos nos referindo a agressões físicas e psicológicas e abusos sexuais cometidos contra crianças e adolescentes. Muitas vezes as crianças acabam sendo o “saco de pancadas” dos pais que por conta de seus problemas de adultos, acabam descontando suas frustrações, cansaço e raiva sobre a criança.

É louco pensar que muitas crianças crescem sobre lares em que seus responsáveis não conseguem perceber que agressões também são praticadas através de palavras proferidas contra as crianças. Mães e pais que não tem paciência com a criança e acaba agindo de forma rude e violenta com os pequenos.

Geralmente a criança é vítima de pais que gritam constantemente com elas, que falam palavras depreciativas  com o fim de humilhar os filhos como “você não serve pra nada”, “você é uma menina má”, “cale a boca”, “você não presta para nada” e coisas muito piores.

Esse tipo de comportamento é sim uma forma de abuso. Você está ferindo o emocional da criança que não tem capacidade para lidar com esse tipo de palavras.

Negligência também é uma forma de abuso

Muitos pais, infelizmente não se dão conta de que ao negligenciarem seus filhos estão tornando eles vulneráveis a situações de risco. É dever de mãe e pai zelar pela segurança e integridade de seus filhos. Cuidar da saúde física e emocional deles. Crianças precisam de supervisão e cuidados contantes. Você n~]ao pode deixar ela sozinha em casa correndo vários riscos. Você não pode ignorar as palavras de socorro de seu filho, como por exemplo se ele conta que alguém abusou dele. Se você ignorar o que ele lhe diz, estará sendo conivente com o abuso.

Abusos São Cometidos Por Pessoas que a Família Confia

Neste momento de quarentena, muitos pais e mães precisam continuar trabalhando e acabam contratando pessoas ou pedindo que parentes ou amigos tomem conta das crianças. Aqui é importante que os pais instruam seus filhos para que contem tudo que acontecer em casa quando não estiverem presentes. Conversar francamente com a criança sobre assuntos como “ele não pode passar a mão no seu corpo ou falar coisas de adulto para você” ou “se a pessoa te tratar mal, te ameaçar, você precisa contar para a mamãe”.

Por vezes as pessoas que estão cuidando das crianças neste momento são familiares. E o fato de serem da família não significa que gostem realmente dos nossos filhos. É bem comum adultos que tratam mal a criança porque não gostam dos pais da criança.

A maior parte dos abusos contra crianças e adolescentes acontecem dentro de casa. São praticados por pessoas que a criança confia e os pais também. Por isso é fundamental que você tenha uma relação de extrema confiança com seu filho. É importante que ele se sinta seguro para contar qualquer coisa para você.

Uma forma de fazer a criança contar sobre o que tem acontecido é pedir para ela desenhar. Elas tendem a se sentir mais a vontade através do desenho.

abuso contra criança

Veja algumas dicas do UNICEF contra abusos em tempos de coronavírus contra as crianças e adolescentes:

1. Cuide das crianças e dos adolescentes

  • Acasa deve ser um lugar seguro para meninas e meninos, livres de agressões e abusos. Se você tem crianças e adolescentes em casa, procure criar um ambiente de paciência, amor, carinho e segurança para sua família, especialmente para eles. Ofereça apoio e busque reservar um tempo para interagir com cada criança, fortalecendo a relação entre você e ela. Converse e brinque sempre que possível, e explique a situação que estamos vivendo de forma amorosa e adequada à idade da criança. Entender o que está acontecendo é o primeiro passo para que ela se sinta segura.

2. Cuide de você

  • É normal sentir ansiedade, nervosismo ou estresse em uma situação como a pandemia da Covid-19, por isso, saiba que é fundamental cuidar da sua saúde mental. Tome cuidado para não descontar seu estresse ou frustração nas crianças e nos adolescentes, lembre-se de que elas e eles precisam do seu carinho e proteção, e também podem estar enfrentando esses sentimentos.

3. Procure ajuda

  • Se você é o único adulto responsável pelas crianças da casa e precisou ir ao hospital, peça ajuda de pessoas da sua confiança, ou ligue para o Conselho Tutelar e busque apoio dos órgãos de proteção à criança na sua cidade. Se você conhece alguém nessa situação, ofereça ajuda e entre em contato com os órgãos de proteção responsáveis, quando necessário.
4. Denuncie
  • Durante o confinamento, lembre-se: xingar, humilhar e praticar castigos físicos, como bater, são formas de violência. Por isso, tenha em mãos os canais de denúncia para qualquer situação de violência contra crianças e adolescentes. Se você testemunhar, souber ou suspeitar de alguma criança ou adolescente vítima de negligência, violência, exploração ou abuso, Disque 100. Para violências contra mulheres e meninas, Disque 180. As ligações são gratuitas e você não precisa se identificar.
5. Conheça e divulgue os canais de proteção
  • Confira aqui a seção especial do UNICEF que reúne todos os canais de denúncia de violência contra crianças e adolescentes, e compartilhe essas informações com seus familiares, amigos e vizinhos / todos que conhece por meio das redes sociais.

Comentários

Sem Comentários para "Como proteger as crianças de lares e pessoas abusivas?"

    Participe!!