Mãe é Julgada Sem Direito à Autodefesa

Mãe é julgada constantemente!

Sim, basta você descobrir que está gestando um bebê para sair da zona de conforto. Não importa qual decisão você tome, acredite, você passará a ser o centro das atenções daqueles que adoram fofocar e falar mal da vida alheia.

Você será julgada!

Terá os dedos apontados em sua direção! Vão dizer absurdos da sua pessoa e por mais que você tente se justificar, nada do que você disser vai fazer diferença para aqueles que fazem questão de te criticar.

Nós mães nunca estaremos certas. Se nosso parto foi normal vai ter quem diga que somos doidas e que expomos nossos filhos aos nossos caprichos. Parto domiciliar então, você é vista como uma potencial mãe desnaturada. Ah, mas eu fiz cesárea, de mim ninguém vai ter o que falar… mero engano! Você vai ser taxada de “Mãe que não é mãe” simplesmente por não ter sentido as dores do parto.

Ingrato esse mundo materno, não é?

Logo de cara toda mulher que virou mãe percebe que os julgamentos nunca mais vão ter fim.  Te criticam por você não ter amamentado, por ter amamentado, tempo demais, livre demanda demais! Não conseguem entender como você tem coragem de alimentar seu filho em pleno restaurante ou praça pública.

Vão questionar o desenvolvimento do seu filho. Se estiver demorando a andar, sentar, engatinhar, falar, correr, comer, desmamar… vai ser visto como a criança que tem algum problema e não como uma criança que faz as coisas no tempo dela.

Se em um dia desses em que tudo dá errado na sua vida e seu filho não está muito bem, ele passar por uma crise de birra e você não souber como reagir… se prepare: você vai ser condenada! Alguns vão dizer que você é rígida demais, que não sabe impor limites, que é sem pulso, que seu filho é mal educado, que você é uma péssima mãe.

Algumas atitudes que dizem respeito apenas a você e ao seu filho vão incomodar demais a opinião dos outros. O fato de você dar chupeta ou não, dar colo ou não, optar pela cama compartilhada ou deixar no berço, se decidiu parar de trabalhar ou se deixa a criança em uma creche o dia todo.

Tudo vira motivo de olhares tortos!

Você deve se perguntar e por qual razão outras mulheres, até mesmo outras mães, tem este tipo de atitude? Não seria mais fácil uma dar a mão para a outra e falar um “Eu te Entendo” ou “Tamo Junto“?

Infelizmente vivemos em um mundo de muita competição desnecessária e de pouca ajuda verdadeira. Nosso tempo é daqueles que querem mostrar ao mundo que são melhores em algo, que são perfeitos e que a sua fórmula é a correta.

Mas fórmulas nem sempre são aplicáveis a todos. Muita coisa que uma mãe acha correto para seu filho não pode ser aplicado na realidade de outra que vive em condições diferentes, com número de filhos diferentes, que conta com uma rede de apoio… Cada mãe tem a sua receita e precisa ser respeitada por ela.

Precisamos de mais amor, mais apoio e acolhimento para fazer um mundo com pessoas melhores.

Kely Varela

Mesmo Com Dias Sem Glamour – A Maternidade Vale Muito a Pena!

Comentários

Sem Comentários para "Mãe é Julgada Sem Direito à Autodefesa"

    Participe!!