Trocar Um Bebê Fora de Casa Pode Ser Um Problema!

Trocar um bebê em locais públicos pode ser um grande desafio.

Parece um assunto bobo, mas não é. Acredite por trás da falta de preparo dos estabelecimentos para lidarem com famílias que possuem bebês está todo um contexto social envolvido.

É como se você pai ou mãe não fizesse mais parte da sociedade. 

São muitos os estabelecimentos que não possuem um local para a troca de fraldas dos bebês e crianças pequenas e muitas vezes quando o possuem são locais super improvisados e precários.

Não estamos falando de um boteco de esquina de bairro. Falo de grandes restaurantes, lojas, shoppings centers que não pensam na inclusão social da família com crianças pequenas. 

Convenhamos que para você fazer um espaço unissex com trocador não sairia muito caro. Mas a grande parte dos trocadores estão justamente dentro dos banheiros femininos e num espaço muito reduzido, muitas vezes sem higiene e cuidados essenciais.  

Este tipo de falta de preparo faz com que muitos pais pensem duas vezes antes de sair de casa com os filhos. Ninguém quer colocar o filho num estresse desnecessário e nem nós pais queremos passar por perrengues em ocasiões que seriam para aumentar o bem estar da família. 

É fundamental sair de casa sim. É bom que as crianças façam parte da rotina da família e que tenham convívio com outras situações fora as que possuem no seu lar. Para que um simples almoço corra tranquilo é preciso que a família se sinta segura ao sair de casa. Saber que você vai poder contar com o mínimo de infraestrutura motiva que esses momentos sejam vividos com mais frequência. 

Outro ponto bem pertinente neste assunto é a questão dos trocadores estarem inseridos dentro dos sanitários femininos. Se na sociedade moderna viemos lutando para que as mães e os pais cuidem igualmente dos filhos, como faz um pai quando sai sozinho de casa com um filho pequeno? Ele troca a criança no trocador do banheiro feminino ou simplesmente não o faz, visto que raramente encontramos banheiros masculinos com trocadores. Outro dia recebi a informação de que a Bepantol estaria doando trocadores para serem instalados dentro dos banheiros masculinos. Achei uma iniciativa bem louvável da marca. 

É preciso que os estabelecimentos tomem consciência da importância de se ter um espaço chamado fraldário ou banheiro família.  

Pai também é responsável pelos cuidados com os bebês e filhas pequenas que precisam utilizar os sanitários. De novo, sempre nos questionamos, se a menina entra sozinha no banheiro feminino, se o pai entra junto com ela no banheiro feminino ou se o pai leva a menina no banheiro masculino. 

Fraldários e banheiros família.

Pensando no que a falta de um espaço adequado para trocas e atendimento aos pequenos significa chegamos em pontos mais profundos. 

Geralmente pais com filhos pequenos não viajam, não saem de casa, não saem em família para jantar com tanta frequência. Isso é triste. Isso é meio que condenar os pais a terem uma rotina mais doméstica e só saírem com seus filhos quando estes sejam capazes de se adaptar às regras da sociedade convencional. Sair de casa com um bebê é uma tarefa mais complicada sim. Exige mais preparo psicológico e todo um esquema para não esquecer de nada.  

A vida poderia ser mais justa e acolhedora com estas famílias. Atitudes simples partindo dos proprietários de locais públicos podem vir a fazer toda diferença para o convívio da família dentro da comunidade. Pode tornar a vida mais divertida e simples para tantas famílias e seus pequenos!

Comentários

2 Comentários para "Trocar Um Bebê Fora de Casa Pode Ser Um Problema!"

  • comment-avatar
    Vera 02/01/2016 (19:54)

    Até em loja de roupas infantis ja questionei o fato de não haver um espaço como fraldario ou cantinho pra amamentação! Então a mãe de bebê pequeno tem que ir na loja correndo fazer as compras por ter horário pras mamadas por não ter nenhuma poltrona pra esse fim. Pequenos detalhes fazem toda a diferença!!!

    • comment-avatar
      Kely Varela 06/01/2016 (00:05)

      Realmente os pequenos detalhes se tornam grandes diferenças nestes casos. Poderiam facilitar em muito a vida de tantas famílias que encaram a nova rotina com um bebezinho ou criança pequena!

Participe!!

%d blogueiros gostam disto: