Filho, se você sentir medo de algo e não conseguir me contar – você pode escrever para mim”

Você vai pegar a criança na escola e pergunta “Como foi seu dia filho” e ela lhe responde “Foi bom” ou simplesmente ignora sua pergunta. Para muitas crianças e adolescentes o ato de falar sobre os acontecimentos vivenciados pode ser algo bem complicado.

Muitos pais super incentivam as crianças a conversarem sobre os acontecimentos do dia, mas para algumas crianças isso não é algo natural. Elas não se sentem a vontade para expressar tudo o que sentem. Algumas sentem medo, outras desconforto de parecerem ridículas ou serem criticadas com algo do seu dia.

Não é raro vermos crianças que escondem fatos super importantes dos pais por receio de receberem retaliação E aqui mora um perigo muito grande: a criança pode estar sofrendo algum tipo de risco e aqueles que tem a responsabilidade de lhes defenderem não vão poder fazer isso simplesmente por não saberem o que realmente se passa.

Muitas crianças sofrem bullying na escola. São ridicularizadas, apanham ou são perseguidas por outros alunos. E a criança por medo de sofrer mais atos do gênero dos agressores, não contam para os professores ou para os familiares o que está acontecendo. Muitos pais também tem a mania de ignorar algumas conversas dos filhos achando que os assuntos são coisas de criança ou exagero.

Mas é preciso estar atento aos sinais de nossos filhos!

Mas se eles não conseguem expor o que sentem falando, como podemos descobrir?

Vi a sugestão em um site americano de um pai para seu filho “Se você sentir medo de algo e não conseguir me contar, você pode escrever para mim” e aqui vale também incentivar os desenhos que são uma das formas que as crianças mais se expressam quando são pequenas. A ideia do pai é ótima! Quando escrevemos, acabamos contando as coisas com maiores detalhes. E a criança ou adolescente pode ter mais coragem para contar o que lhe aflige.

E aqui vale lembrar que se um filho divide conosco seus sentimentos, é porque ele realmente confia em nós e está pedindo nossa ajuda! E como mãe e pai devemos dar todo suporte necessário para que eles consigam enfrentar seus problemas da melhor maneira possível.

Comentários

Sem Comentários para "Filho, se você sentir medo de algo e não conseguir me contar - você pode escrever para mim""

    Participe!!