Se Não For Ajudar – Por Favor, Não Atrapalhe!

Este texto é válido para várias situações da vida. Mas ele é destinado principalmente para a fase em que temos filhos. 

Depois que nos tornamos mães (e pais) é incrível como passamos a receber um monte de palpites ou críticas. Todo mundo sabe tudo sobre a nossa vida e a dos nossos filhos. Muita gente acredita que pode te ensinar a fazer as coisas da maneira certa, ou melhor, da forma que elas consideram corretas. 

Não existe problema algum em você querer ajudar uma mãe. Mas é preciso fazer uma boa análise para ver se essa atitude está levando em consideração a realidade da família envolvida. É necessário se colocar no lugar da mãe antes de sair impondo a maneira adequada para se educar um filho que não é seu. 

Não é raro ouvir uma mulher falar de como teve experiências negativas, principalmente no período do puerpério. Momento em que você está aprendendo a lidar com seu filho e também precisa tirar de letra as dezenas de intromissões e dicas que o mundo está lhe dando de graça. 

não atrapalhe uma mãe

Poucas são as pessoas realmente interessadas em te ajudar. 

Nem vou falar aqui da ajuda física que é tão bem vinda para mães com filhos pequenos. Nem vou comentar da ajuda presencial para segurar o bebê um pouco no colo, dar uma olhadinha para você poder descansar por algumas horinhas. 

Minha filha havia ficado uma semana internada. Foram dias extremamente tensos, cansativos e muito angustiantes. Posso dizer que o que me ajudou a aguentar firme foram as pessoas boas e preocupadas de fato com a saúde e recuperação da minha pequena. 

A melhor ajuda que uma mãe pode receber é certamente a empatia. É essa a ajuda que uma mãe precisa para conseguir aguentar a batalha. Mães precisam de carinho e de quem se mostre disposto a ceder o ombro e os ouvidos. Mãe precisa ter com quem conversar e assim trocar experiências. 

Quando sentir necessidade de dar um palpite, uma palavra de julgamento ou um sermão de como essa mãe faz tudo errado, pare e reflita. E se você fosse a mãe que está em apuros? Será que sua ajuda estaria sendo útil e carinhosa ou apenas um peso na vida dessa mãe? 

Não seja você a pessoa que vai trazer mais problemas para o outro administrar. 

Você pode ajudar uma mãe sem atrapalhar ela. Não é o julgamento ou a imposição que vão fazer uma mãe se sentir melhor ou tomar o caminho correto na educação de um filho. O que de fato faz a diferença é poder contar com aquelas pessoas que estão dispostas a ajudar e nunca atrapalhar. 

Comentários

Sem Comentários para "Se Não For Ajudar - Por Favor, Não Atrapalhe!"

    Participe!!