Rótulos Não Servem Para Educar Uma Criança – Apenas Fazem Uma Criança Sofrer!

Você já deve ter observado certos adultos falando que uma criança é isso ou aquilo. Os rótulos emitidos para uma criança não tem fim: vão desde “ela é tão boazinha” até “esse menino é um verdadeiro capetinha”.

O fato é que ninguém deveria receber rótulos. Muito menos bebês e crianças que não tem a mínima noção de como lidar com o que os adultos acham deles. Sabemos que muitos avós, tios, amigos falam com a melhor das intenções. Mas de boas intenções o inferno está cheio.

Quando você diz que uma criança é terrível, você está ressaltando apenas o lado que dá mais trabalho naquela criança. Você esquece de olhar que uma criança tem múltiplas facetas. Em alguns momentos ela é carinhosa, alegre, divertida, bagunceira, fica nervosa, chateada, triste, ou seja, ela é um misto de emoções.

Não é raro você observar adultos cheios de razão dizendo para uma criança “Você é um chorão”, como se a criança apenas chorasse. Ressaltam o choro como algo negativo, sem dar suporte para essa criança entender o que lhe faz chorar. Não lhe dão amparo para que essa criança aprenda a lidar com suas emoções e saiba como lidar com esse choro.

Outro dia vi uma mulher dizendo “ah, meus filhos são uns anjinhos, nunca me dão trabalho… eles não são como essas crianças que não param nunca quietas”. Fiquei pensando como seriam essas crianças que nunca param quietas. Será que elas ficam se movimentando o dia todo? Será que o conceito de ficar quieta é deixar a criança parada em frente a uma tela se distraindo e dando menos trabalho para os pais?

Adultos não tem ideia de como colocar especificações em uma criança pode ser altamente nocivo para uma criança em formação. Se você vai repetindo certos adjetivos para uma criança, ela vai absorvendo e acreditando neles. Ela talvez não consiga entender o motivo pelo qual o mundo lhe vê daquela forma. Pode se sentir deslocada e achar que é a pior pessoa do mundo. Afinal, todos são tão bonzinhos e ela tão diferente do que resto.

E aqui é preciso lembrar que quando você insiste que uma criança é “boazinha” pode estar também gerando limitações na vida dessa criança. Crianças muito boazinhas são educadas para nunca reagirem, para aceitar tudo mesmo que esse tudo lhes faça mal. Não é raro encontrar adultos totalmente dependentes ou inseguros por não conseguirem ser algo além daquilo que lhes foi dito a vida toda.

Crianças não são embalagens. Crianças são complexas e precisam ter espaço para irem descobrindo sua essência. Ter a possibilidade de ser além daquilo que as pessoas falam, possibilita uma vida mais feliz e com menos traumas.

Não rotule uma criança. Seja o suporte e a orientação dela!

 

Comentários

Sem Comentários para "Rótulos Não Servem Para Educar Uma Criança - Apenas Fazem Uma Criança Sofrer!"

    Participe!!