Não Ignore as palavras da criança – pode ser um pedido de ajuda!

Este post é um alerta: pais precisam acreditar nas palavras dos seus filhos. Não ignore as histórias que seus filhos lhes contam. Pode ser um pedido de ajuda que seu filho está te dando. 

Nas últimas semanas uma diretora e também dona de uma escolinha particular foi denunciada aqui em Curitiba, por maus tratos e tortura contra crianças. Eram crianças que tinham cerca de um aninho até uns 5 anos. Essas crianças eram agredidas constantemente. As agressões eram físicas e também de cunho psicológico. 

A diretora em questão nunca havia sido denunciada antes. Os funcionários tinham medo de perder seus empregos. As crianças eram ameaçadas pela diretora. 

Essa situação faz com que a gente reflita sobre a importância de ensinar para nossos filhos, desde que são pequenos, que devem sempre contar tudo para nós. Que devem relatar quando alguém faz algo que os machuque, algo que eles não gostam, se passam a mão no corpinho deles, se os deixam de castigo, se os obrigam a fazer algo que eles não gostam. 

O que chama atenção na história dessas agressões é que alguns pais não acreditaram que os atos da diretora fossem verídicos ou maléficos para as crianças. 

E aqui entra um ponto bem importante quando o assunto é a segurança de uma criança: pais e mães devem sempre dar crédito às histórias que seus filhos contam. Dificilmente uma criança vai inventar que um adulto a machucou ou a ameaçou. Raramente uma criança vão inventar histórias em que um adulto abusa dela e pede para que ela não conte nada para papai e mamãe. 

Não é raro você abrir as páginas da internet e ler barbaridades cometidas contra crianças indefesas. E o que gera uma revolta maior é ver a quantidade de adultos que tiveram conhecimento de assédios, abusos sexuais, de torturas e maus tratos e não deram ouvidos ou a atenção devida aos relatos da criança.

Por mais que você não acredite na história, você como adulto não tem o direito de ignora-lá. É responsabilidade de um adulto defender a integridade física e emocional de uma criança. 

Se você acha que um relato é exagerado, vá investigar. Se você acha que não faz sentido, vá atrás de fatos.

Não ignore o que os pequenos te contam. Ensine para seus filhos, desde cedo, que eles precisam sim confiar muito na mãe ou no pai. 

Se você não é o pai ou a mãe, mas é um tio, padrinho, avó ou professora de uma criança que te confidencia alguma história estranha, leve ao conhecimento da pessoa que possa averiguar isso mais a fundo. 

Não podemos ser omissos. Precisamos sim, ensinar nossos filhos a se defenderem desse mundo tão perturbado. Precisamos acreditar nas palavras de uma criança. 

Comentários

Sem Comentários para "Não Ignore as palavras da criança - pode ser um pedido de ajuda!"

    Participe!!