Os Medos de Uma Criança Não são Bobagens!

Sentir medo faz parte da natureza humana. Adultos sentem medos e crianças também.

Se a criança lhe diz que sente medo, não responda “ah, não é nada, que bobagem, pare de ser medrosa”… Essas são frases que não vão fazer a criança parar de sentir medo, pelo contrário, provavelmente podem deixar a criança com receio de compartilhar seus sentimentos com você.

Talvez você não se lembre dos seus medos de quando era pequeno, mas você em algum momento da sua infância não sabia como encarar determinadas situações.

Crianças podem sentir medo do escuro, fantasmas, histórias, de ficar sozinhas, de conviver com pessoas estranhas; Podem inclusive ter medos de ir ao banheiro sozinhas, de experimentar novas brincadeiras, de falar com as pessoas que ainda não conhecem.

E claro que por vezes os pais não conseguem entender o que está acontecendo e reagem de forma exagerada com os filhos. E querem que as crianças enfrentem seus medos de qualquer forma.

Não  force a criança a enfrentar o medo dela a expondo ainda mais às situações que a fazem sofrer.

Ao invés de minimizar ou forçar, seja o apoio que vai ajudá-la a superar o tal medo que a faz sofrer.

Encorajar não é forçar.

Diga “eu sei que isso realmente dá medo e também sei que você vai conseguir vencer seu medo… Eu estarei aqui junto com você para o que você precisar”. O sentimento de coragem deve ser trabalhado na criança, mas na grande maioria dos casos ela vai precisar de auxílio para se sentir segura e confiante.

Se quiser, conte de algum medo que você tinha quando era criança e como você o superou… Isso vai aproximar ela de você e mostrar que o medo faz parte da vida.

Claro que também não é saudável ficar reforçando o medo da criança. Não fale a toda hora “ela têm medo disso” na frente dela. Nem permita que a criança acredite em adjetivos que talvez algumas pessoas queiram empregar a ela como “que medrosa ou chorona ou manhosa ou ou ou..”

Se coloque no lugar da criança e lembre do que você sentia medo quando era criança. Se não consegue lembrar dessa fase é só pensar no hoje, naquilo que você sente medo. E pense que você como adulto muitas vezes sofre com seus temores, imagine uma criança que está em desenvolvimento e que precisa de maturidade e apoio para conseguir processar seus sentimentos.

Então, se uma criança disser que sente medo de algo ou alguém, não ignore.

Entenda o porque desse medo e a ajude a superar essas situações que são tão difíceis para ela.

Livro Mágicas de Mãe Para Entender o Autismo

Texto @kelyvarela do @magicasdemae e do @maisqueautismo

Foto Paula Soares Fotografia

Comentários

Sem Comentários para "Os Medos de Uma Criança Não são Bobagens!"

    Participe!!