Trombose no Pós Parto

Recebo muitos emails de mulheres querendo saber mais detalhes sobre os meus episódios de trombose. Já contei em alguns posts por aqui como foi a nossa luta para conseguir o medicamento enoxoparina sódica (clexane)

Mas hoje vou contar como foi ter trombose no momento mais importantes da minha vida: a chegada de um filho!

A primeira trombose eu tive quando tinha 23 anos. Depois disso, usei a meia elástica e nunca tive nenhum problema. Engravidei de Raquel e com o uso do clexane, tudo correu mega bem. E eu pensei que na gestação de Samuel seria mais fácil ainda, afinal, já era descolada no assunto ter filhos!

No final da gestação do pequeno, eu passei muito mal! Sentia muitas dores que me deram a impressão que eu estava entrando no trabalho de parto. As dores eram na barriga e desciam para as pernas. No dias seguintes, eu não parava de tossir e comecei a ter muita falta de ar.

Fui procurar a emergência da maternidade e fui diagnosticada com pneumonia. Fiz os exames de eco doppler e a médica sugeriu que eu repetisse o procedimento em uma semana. Eu já estava de 36 para 37 semanas.

Tomei antibiótico para a pneumonia e melhorei da tosse e das dores. Já que tudo corria bem, ignorei a recomendação da médica de refazer o exame de doppler.

Com 39 semanas e meia Samuel nasceu através de uma cesárea. E tudo parecia muito bem! A minha obstetra me deu alta no tempo recomendado e entre as coisas que ela me disse uma delas foi “quando descer seu leite, suas pernas vão inchar”!

Viemos felizes para casa!

E três dias depois, minhas pernas começaram a inchar! Lembrei das palavras da minha ginecologista. As pessoas começaram a ficar assustadas com o inchaço e resolvi conversar com a médica. Ela me recomendou procurar o cardiovascular. Ele pediu que eu fosse fazer um exame de emergência.

Lá fomos nós 4 para a clínica fazer o dito exame. Jardel ficou com as crianças no carro esperando eu fazer o procedimento. E já na maca do exame, a médica me diz: “Você está com trombose”.

Meu mundo caiu! Como assim? Trombose no pós parto tomando clexane?

E a médica me diz que eu teria que ficar internada!

Minha reação?

Ir embora! Entrei no carro e nem esperei a médica conversar com o meu cardiovascular! Eu não queria correr o risco de ficar longe dos meus filhos! Ficar longe de um recém nascido. Como seria ficar sem amamentar?

Minutos depois o médico me liga e me diz “Kely, você precisa ser internada”.

O que eu fiz? Conto para vocês em um próximo post. Se não, esse vai ficar muito longo!

Trombose e a Gravidez

Comentários

Sem Comentários para "Trombose no Pós Parto"

    Participe!!