Não Trate Meus Filhos De Forma Diferente!

Não Trate Meus Filhos De Forma Diferente!

Essa semana compartilhei essa foto na minha fanpage sobre o tratamento dado à chegada do primeiro filho e do segundo.

Para meu espanto a foto gerou uma enorme polêmica. 

filhos

A imagem retrata um quarto todo decorado para o primeiro bebê. Um ambiente cheio de coisas. Podemos dizer que até meio exagerado. Já o segundo filho recebe um quarto vazio com apenas um colchão no chão!

Na minha visão, a imagem queria mostrar como no primeiro filho somos meio exageradas. Ainda não temos experiência e acabamos comprando coisas em demasia desnecessárias. Quem nunca comprou algo para o bebê e que depois de muito tempo pensou “pra quê mesmo que eu comprei isso”? 

Quando descobrimos a chegada do segundo bebezinho já temos uma vivência da maternidade e sabemos melhor o que realmente é útil na vida com o pequeno. Então, o mais óbvio é que demos uma enxugada no enxoval do irmão que vai chegar.

Muitas pessoas entenderam a foto como uma forma de tratamento diferenciado com os filhos! Mas esta não foi a intenção da postagem!

Filhos merecem ter o mesmo tratamento sim! É fundamental que os pais tomem cuidado com o tratamento diferenciado que dão para os filhos. Tratar os filhos de maneira distinta pode gerar sérios danos para toda a família!

Claro que as crianças são diferentes, cada uma com sua personalidade. Nenhum filho é igual ao outro e muitas vezes vamos precisar tomar atitudes diferentes com cada um deles. Aqui em casa, Samuel não come nada e preciso adotar outra tática para fazer ele comer. Raquel é ligada no 220 e muitas vezes preciso controlar a euforia dela e estimular para que Samuel fique um pouco mais ligado.

O que é importante saber é que não podemos tratar de maneira diferenciada os filhos no que diz respeito ao amor! Não dê mais para um filho do que para outro.

Muitos pais acabam mostrando suas preferências pelos filhos através de bens materiais. Dão mais para um do que para outro. Como se um filho merecesse mais um presente do que a outra criança. Adotar a tática de dar o mesmo para todos é o mais adequado.

Aqui em casa mesmo eu cometi um desses erros. No Natal demos para Raquel um patinete e para Samuel um dinossauro bem mais barato. Samuel não deu bola para o tal do dino e só queria brincar com o brinquedo da irmã. Adivinhem o que aconteceu? Brigas e mais brigas por conta do brinquedo. O patinete da Raquel era bem maior que o Samuel e apesar dele não entender direito, ele queria o mesmo que a irmã. Resultado: compramos um patinete e agora os dois brincam felizes e juntos! Apostam corridas e vivem trocando entre si os brinquedos. 

Uma amiga que tem duas filhas me contou que certo dia a avó das meninas disse que daria uma viagem para a Disney para a neta mais velha. Minha amiga interveio e falou o seguinte “Se for dar para uma, dê para as duas. Se não puder dar para as duas, não dê para nenhuma”! Essa amiga adota a filosofia de que bens materiais devem ser dados da mesma maneira, justamente para não criar sentimentos de inferioridade e competitividade entre as filhas.

filhos

Eu me lembro até hoje que certa vez eu e uma prima queríamos uma blusa que uma tia estava dando. Na hora minha tia não deu para nenhuma de nós. Meses mais tarde vi minha prima usando a tal blusa. Aquilo ficou marcado na minha memória. A minha tia preferiu a minha prima. 

O que eu teria feito no lugar da minha tia? Simplesmente não daria para nenhuma das duas!

Outro dia uma leitora enviou um relato onde contava que o marido havia comprado um carro para um dos filhos. Disse que ficou um clima muito competitivo entre os irmãos. Outra escreveu perguntando o que fazer quando 2 dos 3 filhos ganham algo e o outro não?

Minha opinião pessoal para os dois casos é o seguinte: melhor não dar para nenhum se não puder dar para todos! Presentear um e nãos os demais deixa a impressão que um dos filhos é melhor que os outros e que merece ser presenteado de maneira diferente.

Por isso, voltando a pensar na foto, que eu compartilhei com a intenção de mostrar como compramos coisas tão desnecessárias para os filhos, vamos deixar claro que sou a favor de dar o mesmo tratamento para ambos os filhos! Precisamos desde sempre não fazer distinção entre um e outro!

Dar amor na mesma medida! Atenção na mesma medida! Bens materiais na mesma medida!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *