Diário da Adaptação da Mãe e do Bebê na Escolinha

Diário da Adaptação da Mãe e do Bebê na Escolinha

Deixar os filhos na escola para mim não é algo muito fácil. Sempre me culpo por eles terem que ficar o dia todo na escola. Não acho justo eles ficarem cerca de 9 a 10 horas dentro de um ambiente escolar sendo cuidados por outras pessoas. É a dita terceirização dos nossos filhos.

Ficamos grande parte do nosso tempo envoltos com outras atividades que não tem nada a ver com a criação dos nossos pequenos. Nós não temos tempo para cuidar deles pois temos que correr atrás de dinheiro para dar condições de eles terem uma vida melhor. Muitas são as razões que fazem com que não tenhamos o tempo ideal ao lado dos nossos filhos. Mas essas justificativas por mais bem colocadas que possam ser não tiram de dentro de mim a imensa vontade que sinto de ficar mais tempo ao lado dos meus filhos.

O fato é que não consegui adiar mais o dia de levar o pequeno Samuel para a escola. Começamos hoje a adaptação dele no berçário.

O nosso bebezão hoje com 20 meses, teve que encarar a realidade que a irmã já enfrenta desde os 2 anos.

Samuel vai ficar na mesma escola que Raquel. Por conta disso pensei que seria mais fácil. Que a irmã iria mais alegre levar o irmãozinho novo para a escolinha. Pura ilusão. Entrei junto com eles e para minha surpresa Raquel não queria desgrudar de mim. Fiquei cerca de 40 minutos para sair da vista dela e também da do irmão, que quando me via começava a chorar.

Não sou mãe de primeira viagem quando o assunto é deixar meus filhos na escola. Mas deixar eles chorando sempre faz meu coração ficar muito apertado.

Sei que quando saio de perto minutos depois eles param de chorar. Sei que na escola em que optei em deixá-los eles estão sendo bem cuidados. Mas, sabe como é coração de mãe, né?

Neste começo estamos deixando Samuel apenas 4 horas. Vamos aumentando gradualmente este tempo até completar as dita 9 horas. Ontem ele não conseguiu dormir e foi só entrar no carro para se entregar ao soninho. Ele despertou logo que chegamos em casa, ou seja, dormiu apenas uns 30 minutos durante o dia todo. Acho que esse cansaço atrapalhou muito ele na hora de dormir a noite. Ele chorou bastante. Estava bem agitado.

Acordou chorando bastante de madrugada e eu acabei levando ele para dormir comigo.Optamos a partir de hoje em levar ele no período da manhã para que ele possa almoçar e dormir o sono maior a tarde em casa. Vamos ver como vai ser o comportamento do nosso pequeno nos próximos dias!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *