Quando a Criança Chora Sem Parar – Nossa Paciência por um Triz!

Quando a Criança Chora Sem Parar – Nossa Paciência por um Triz!

Toda criança chora.

Faz parte do desenvolvimento da criança se expressar através das lágrimas. Os pequenos ainda não sabem como lidar com seus sentimentos e então, aproveitam para se expressar através do ato de chorar.

Muitas vezes o choro da criança nos deixa um pouco fora dos eixos. Principalmente quando o choro é em algum lugar público ou se moramos em um apartamento em que todos os vizinhos escutam tudo que se passa dentro da nossa casa.

O fato é que não podemos perder a calma e a paciência. Claro que muitas vezes a gente quase perde. Mas é preciso lembrar a todo momento que os adultos da história somos nós!

choro de criança

Minha filha há um tempo atrás tinha mania de chorar gritando. Ela chorava tão alto que eu realmente ficava com medo que achassem que eu estava batendo nela. Em uma ocasião a Raquel quebrou um copo e ela se assustou. Eu queria tirar ela do meio dos cacos de vidro, mas acho que ela pensava que eu ia brigar e então, ela chorava tanto e tão alto, tão alto que uma vizinha veio interfonar aqui em casa para ver se eu estava batendo na pequena.

Outra vez ela não queria ir embora de uma festa, estava muito cansada e com sono e quando fui pegar ela para levar embora, ela começou a chorar gritando novamente. Gente, eu tinha vontade de me esconder. De sumir. Claro que eu não fiz isso. Respirei fundo, peguei ela no colo com firmeza, abracei e deixei chorar.

A técnica de abraçar os pequenos aqui em casa, super funciona. Muitas vezes o abraço serve para que eu também me acalme e respire para assim pensar na melhor maneira de ajudar meus filhos.

Educar Exige Mais Abraços e Menos Gritos

Crianças choram por qualquer motivo. É da natureza deles. Pedir para que a criança se acalme ou respire é muito mais eficiente do que brigar com elas depois de ter perdido a paciência.

Samuel está na fase dos terríveis 2 anos. Ele não tem paciência para ser contrariado. Se fazemos algo que ele não gosta, ele se joga no chão e chora horrores. Ele não deixa eu chegar perto para tentar abraçar ou conversar. Fica mais bravo ainda. Com Samuel notei que a melhor tática é simplesmente deixar ele chorar por um tempo. Depois que ele extravasa toda sua frustração através do choro, ele vem pedir colo e abraço.

Outra coisa que funciona aqui em casa é simplesmente chamar a atenção das crianças para outro assunto. Mudar o foco da conversa para que eles prestem atenção em algo distinto do motivo que as faz chorar.

Cada criança precisa de uma determinada conduta. Mas seja qual for a atitude que nós adultos tenhamos com eles, é fundamental que nós tenhamos calma, paciência, firmeza e muito amor para lidar com a situação.

Crianças precisam do tempo para chorar. Da liberdade para expressar seus sentimentos e de nós adultos, para explicar para elas como devem lidar com seus próprios sentimentos.

Não Diga Para Uma Criança Engolir o Choro

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *