Situações Que Só Acontecem Quando Você Acabou de Fazer o Bebê Dormir!

Situações Que Só Acontecem Quando Você Acabou de Fazer o Bebê Dormir!

Bebês e crianças pequenas amam travar batalhas com o sono! Não consigo entender como eles podem estar caindo de sono e ao mesmo tempo não fazem a mínima questão de dormir.

É como se eles quisessem aproveitar ao máximo a vida! E para eles dormir não tivesse um lado bom. Eu acho que bebês pensam que dormir é estar longe da mamãe, das brincadeiras, da atenção.

Então, eles brigam com o sono e com o mundo para se manterem acordados. E nós pais fazemos de tudo para conseguir aguentar o pique deles e ter energias para conseguir cuidar dos pequenos.

O fato é que tanto para adultos quanto para crianças dormir é vital! Se você ficar sem dormir seu corpo vai sofrer as consequências. O Dr. Carlos González disse em uma de suas palestras que se o ser humano ficar sem dormir e comer por muito tempo, provavelmente vai morrer primeiro por conta da falta de dormir.

Sendo importante para toda a família dormir, nós pais e mães fazemos de tudo para garantir que nossos pequenos tenham horinhas de sono bem dormidas. Eu cansei de ficar horas para fazer meu filho caçula dormir. Tentava de tudo: cantar, embalar, deixar no berço, amamentar, contar história, galinha pintadinha, cama compartilhada… e ufa, em algum momento ele dormia e eu capotava junto.

E quem sofre para fazer o filho dormir sabe o quanto damos valor para este momento. É quando a criança dorme que conseguimos fazer um milhão das nossas coisas, da casa, da família, do trabalho ou simplesmente aproveitar para dormir junto. E nada é mais irritante para uma mãe quando o filho acabou de dormir e você ouve:

  • CARRO DO SONHO PASSANDO – Tá de brincadeira né? Você levou um tempão para fazer o bebê tirar uma soneca e quando ele fecha os olhinhos o bendito carro do sonho, da fruta, do produto de limpeza, do circo e diabo a quatro passam na sua rua e pra piorar param bem em frente à sua casa! Quando você olha, lá está o bebê com os olhos abertos e você querendo chorar.
  • BARULHO DE MOTO – Isso era algo que me irritava muito. A moto passando nem era o problema. Mas na época que Raquel era bebê, a gente tinha um vizinho que ficava acelerando a moto na quadra de casa. Eu confesso que sentia muita raiva. Depois de um tempo ele vendeu a casa e se mudou e eu fiquei mega feliz.
  • SOM NO ÚLTIMO VOLUME – Nós tínhamos um vizinho que morava em frente à nossa casa, do outro lado da rua. Era a mãe dele sair para ele ligar o som no último volume. Os vidros de casa tremiam. Vários vizinhos que nem tinham filhos chamaram a polícia. Depois de umas dez batidas policiais, o vizinho se mudou.
  • ALARME TOCANDO SEM PARAR – Eu acabava de ter Raquel, ela estava com uns 7 dias e o vizinho foi viajar. Certa noite acordamos com o barulho do alarme da casa deles tocando. Não tínhamos o telefone deles. Ligamos para a imobiliária e eles não tinham chaves extras. O casal foi viajar para um lugar bem distante e não tinha parentes na cidade. Resumo da ópera, ficamos uma semana com o alarme tocando dia e noite sem parar.
  • O TELEFONE TOCA – Você acabou de fazer dormir e resolveu deitar para descansar junto. Bem nessa hora o telefone toca. Você se culpa por ter esquecido de desligar o aparelho. Fica torcendo para que a pessoa desista antes de acordar o bebê. O telefone pára depois de alguns minutos. E então, começa a tocar seu celular sem parar. Eu sempre jurava que iria tirar o som da próxima vez, mas vez ou outra esquecia.
  • VISITAS INESPERADAS – O bebê adormeceu há poucos minutos e de repente a campainha toca, alguém buzina, batem palmas, entram falando mega alto dentro de casa. E o bebê acorda assustado e você respira fundo mil vezes.
  • CACHORRO LATE, PAPAGAIO CANTA E AFINS – Parece lei de murphy. Não tem barulho nenhum na vizinhança, mas é o bebê dormir para o cachorro latir sem parar para o gato que mia tentando pegar o papagaio que canta. Ah, e bem neste momento alguém derruba toda a louça na cozinha e desperta o bebê!
  • BRINQUEDO COM PILHA TOCA – Você vai sair na ponta dos pés do quarto e sem querer pisa em um dos brinquedinhos do seu filho. Aqueles que fazem bastante barulho e que você não consegue desligar. Você jura pra si mesmo que não vai nunca mais dar um desses brinquedos para o seu pequeno.
  • BARULHO DE FOGUETE – Raquel não ligava muito pros fogos de final de ano. Já Samuel levava cada susto. Ok, é uma vez no ano, mas que a gente tem vontade de fazer fogos silenciosos, isso tem!

Tem mais alguma situação inusitada que aconteceu com você? Divide com a gente!

Olha o vídeo que fiz sobre a situação:

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *