Amamentação – O Começo Pode Ser Difícil, Mas Não Desista!

Amamentação – O Começo Pode Ser Difícil, Mas Não Desista!

Amamentar pode não ser tão fácil quanto parece. Enquanto estamos barrigudas a impressão é que o ato de amamentar é algo simples. Quando procuramos informações a respeito do processo de amamentação geralmente somos informadas que tudo é bem tranquilo, um processo muito natural.  Que o bebê vai vir ao mundo, ser colocado em seus braços, você vai oferecer o peito e de primeira ele vai mamar.

Na hora em que o bebê nasce, parece que você leu tudo errado, não entendeu muito bem o que te disseram. Poxa vida, amamentar dói e ninguém me disse que a dor era desse tamanho! Na verdade para algumas mulheres o processo é bem tranquilo mesmo. Os seios estão mais fortalecidos, a anatomia do bico é mais propicia para o aleitamento, a pega do bebê é feita de forma correta, a mulher retira a boquinha do bebê com o dedo mindinho. Para mim e centenas de outras mães, esse começo da amamentação não foi nada fácil.

Meus dois partos foram cesáreas. Sendo assim, o bebê demora um pouco mais para ter contato com a mãe. Isso dificulta um pouco esse começo. O colostro vai ser seu primeiro leite. Como o bebê nasce com uma boa reserva de energia, o colostro vai ser suficiente para saciar seu filho até o leite propriamente descer lá pelo terceiro ou quarto dia.

Com Raquel não soube como retirar a boquinha dela do meu peito e acabei machucando os dois seios.

Venho de uma família onde grande parte das mulheres à minha volta como minha mãe, tias e primas não amamentaram. Para elas é absolutamente normal um bebezinho de dias tomar uma mamadeira de fórmula industrializada. Todas me relataram experiências negativas com a amamentação. Fui ficando muito nervosa. Nos primeiros dias chorava de medo de não conseguir dar o peito para minha pequena. A ansiedade e a grande probabilidade de não ser bem sucedida me deixavam extremamente tensa.  Mas para mim, era inconcebível não conseguir amamentar minha filha. O fato é que os seios ficaram muito doloridos. Em um estado que eu chorava de dor cada vez que minha pequena pegava no peito (10 motivos que fazem uma mãe chorar) . Resisti por ela. Pela minha enorme vontade de sentir minha filha se desenvolver com o meu leite.

Fui atrás de informação. Mamães de primeira viagem se informem com as pessoas certas. Ignorem conselhos de pessoas pessimistas.

Procurei o PROAMA (eles atendem 24 horas via telefone todos os dias) e depois uma empresa especializada em aleitamento materno.

Eles não resolveram meu problema de imediato mas trouxeram minha serenidade e me tranquilizaram. O ato de amamentar é um processo que requer intimidade entre você e seu filho. Essa relação pode levar algumas semanas para entrar nos eixos. Por isso é recomendado que toda mãe se sinta segura e confiante para que a amamentação seja bem sucedida.  Levei cerca de 2 meses para conseguir amamentar sem sentir nenhum tipo de dor. Precisei da ajuda de enfermeiras especializadas em amamentação, do pediatra e da minha obstetra. Todos foram categóricos ao afirmar que eu conseguiria.

O leite materno é o melhor alimento para um bebê! Nosso leite fornece todos os nutrientes que ele precisa e é responsável por garantir o fortalecimento da imunidade dos nossos filhos. Até o sexto mês é recomendado dar apenas o leite do peito ao bebê e a Organização Mundial da Saúde sugere que a criança continue recebendo o leite materno até os 2 anos de idade, juntamente com outros alimentos.

Raquel mamou no peito até 1 ano e 9 meses, quando descobri que estava grávida do Samuel. Já Samuel, só consegui dar de mamar até ele completar 1 ano e 1 mês. (assunto para um post seguinte). Amamentar é um dos maiores atos de amor de uma mãe. Insista neste momento que é tão seu e do seu bebê.

Amamentação

DICAS DE AMAMENTAÇÃO

  • Sente-se de maneira confortável;
  • Observe se a pega do bebê está correta;
  • Tire sempre a boquinha do bebê do seu seio da maneira certa – com o dedo mindinho;
  • Sempre retire a saliva do bebê após as mamadas;
  • Passe seu próprio leite no seio após a mamada e seque com secador;
  • Dê de mamar num lugar tranquilo, de preferência sozinha com o bebê – principalmente neste início de processo;
  • Não dê ouvidos a palpites negativos de pessoas que não tem conhecimento;
  • Procure ajuda de profissionais especializados se ocorrer qualquer problema;
  • Se prepare psicologicamente para este momento.

Comentários

4 comentários

  1. Tenho um bb de dois meses, fiz de tudo para amamenta lo mas tenho bicos invertidos e meu bico rachou e sangrou até infecçionou, ai tive q optar pela mamadeira… Será que hj c eu tentar novamente ele pega o peito?

    • Oi Daniela,

      Você já procurou algum especialista em amamentação que possa lhe ajudar? Pra mim foram o pessoal do banco de leite e as enfermeiras que conseguiram fazer com que eu amamentasse meu bebê. Existem vários casos em que é possível voltar a amamentar sim. Você é de que cidade?

  2. Tô com um BB de 38 dias e não tenho leite para amamentar. O que eu faço. Pq a noite o leite vem e chega a molhar a blusa. Já procurei ajuda de profissionais. Mas não consigo. Tomei homeopatia e tudo o problema está na minha cabeça eu acho…

    • Olá,
      Em primeiro lugar tenha calma! Pense que tudo vai dar certo!
      Não se cobre, não pressione a você mesma!
      O que os profissionais lhe instruíram? Você é de onde?
      Já tentou esgotar seu leite a noite? Talvez ajude na produção para de manhã você ter mais leite.
      Abraços
      Tudo vai dar certo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *